Depois de várias denúncias pelo Legislativo de Epitaciolandia, envolvendo roubos de motos, enfim foi preso um Boliviano acusado desses delitos

Depois de várias denúncias pelo Legislativo de Epitaciolandia, envolvendo roubos de motos, enfim foi preso um Boliviano acusado desses delitos

Uma das principais denuncias que constantemente era mencionada no Legislativo de Epitaciolândia durante o ano de 2014 foi a questão do roubo de motos na cidade. A preocupação dos Vereadores era grande pois os cidadãos se sentiam muito ameaçados com a ousadia dos criminosos.

Para a tranquilidade de alguns, foi detido na cidade de Epitaciolândia por agentes da Polícia Civil, o boliviano Rodrigo Gonçalves Soris (21), acusado de ter furtado pelo menos nove motos no lado brasileiro, nas cidades de Brasileia e Epitaciolândia. O mesmo, já vinha sendo procurado pelas autoridades a algum tempo.

Rodrigo recebia cerca de $200 dólares por cada moto furtada – Foto: Alexandre Lima

Rodrigo tem um histórico longo no ramo de furto. Algumas imagens de sistema de segurança de lojas e mercado, fizeram registro de suas atividades por diversas vezes, além de ter registro na cidade de Guajará Mirim, na fronteira com Rondônia, quando foi preso por duas vezes num prazo de 10 dias e se mudou para a fronteira acreana.

Com os vários furtos praticados, o mesmo ficou ousado ao ponto de praticar o crime ao lado da delegacia de Epitaciolândia. Suas ações foram registradas pelo sistema de segurança do supermercado e num dos casos, o mesmo foi filmado dentro de uma loja levando roupas.

Com Rodrigo, foi localizado uma mochila com várias roupas furtadas e uma chave caseira, que era usada para quebrar as ignições das motos que eram levadas. O modo operante do boliviano foi registrado e passado às autoridades de Epitaciolândia.

O acusado confessou que recebia cerca de $200 dólares americanos por cada moto furtada. Rodrigo foi preso em flagrante e o seu caso será passado ao juizado pelo delegado de Epitaciolândia, Sérgio Lopes, que estará transferindo o mesmo nas próximas horas ao presídio na Capital.

 

Com informações de oaltoacre