PF tem dez dias para fazer perícia de material recolhido em agência da Caixa após tentativa de roubo no AC

PF tem dez dias para fazer perícia de material recolhido em agência da Caixa após tentativa de roubo no AC

A Polícia Federal (PF) informou que tem dez dias para fazer a perícia do material recolhido na agência da Caixa Econômica Federal no bairro Bosque, em Rio Branco, após uma tentativa de roubo que ocorreu na madrugada desta terça-feira (16). A investigação do caso também deve seguir com a PF.

A Caixa informou que a partir desta quarta-feira (17), o autoatendimento vai estar funcionando parcialmente e o atendimento interno da agência vai funcionar normalmente.

O banco disse ainda que está colaborando com as investigações e destacou que, enquanto a agência não estiver funcionando, os clientes devem se dirigir a outras unidades da capital, ou para casas lotéricas e correspondentes bancários.

Bandidos entraram no local e quebraram a porta da agência e, segundo o capitão Rogério Ferreira, do Batalhão de Operações Especiais (Bope), quatro homens encapuzados tentaram usar artefatos explosivos durante a ação.

“A informação que temos é que quatro pessoas encapuzadas quebraram a porta principal da agência e colocaram os artefatos. Como não explodiu, eles saíram do local e fugiram”, afirmou.

A Polícia Militar, o Bope e agentes de trânsito chegaram a fechar a Rua Silvestre Coelho e Avenida Nações Unidas, que dão acesso ao local, enquanto aguardavam peritos da Polícia Federal.

Entre as 10h e 11h desta terça, peritos da PF estiveram na agência, onde colheram materiais que devem ser analisados em laboratório.

O motorista de caminhão Deusdante Oliveira, 24 anos, disse que mora próximo à agência e chegou a ouvir o barulho causado pelo estouro da porta do banco.

“Eu estava em casa assistindo televisão, aí mais ou menos 1h30 eu ouvi um barulho forte, eu não imaginei que poderia ser uma bomba explodindo a Caixa. Quando foi umas 2h, a polícia chegou. Eu só fui saber que tinha sido no banco hoje [terça, 16] de manhã”, contou o morador.

Por: Josy Monteiro

Da Redação: avozdafronteira.com (com informações: g1.globo.com)